Pages

Translate

English French German Spain Italian Dutch Russian Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Questionário sobre o Sentido da Vida e Orientação Vocacional

"O único ser superior e racional é aquele que pensa e se dedica inteiramente ao outro. O resto é um ser humano falido e fracassado em seu mais profundo íntimo" - ALFRED ADLER- PSICÓLOGO.

"Antes de qualquer pessoa ou religião falar sobre a importância de amar, é preciso haver uma conversão voluntária para tal propósito, pois até o presente dia, nada mesmo foi capaz de se contrapor ao mais imperioso desejo humano: poder e consequente ilusão da imortalidade".-ALFRED ADLER- PSICÓLOGO.

O questionário abaixo é uma tradução da obra de ALFRED ADLER (THE TASK OF LIFE-1937), pioneiro da psicologia social, assim como, foi o primeiro a perceber como os fenômenos sociais afetam o psiquismo individual. A meta é fazer um apanhado de todo o campo de atuação da área humana, desde questões profissionais; afetivas e sociais. Dada a profundidade das questões levantadas, se sugere que o mesmo seja debatido com um profissional da psicologia, a fim de se otimizar o resultado. Enfim, o objetivo máximo é a mudança da atitude egoísta para uma mentalidade onde a prioridade é ter atenção especial e permanente pelo outro. Foram feitas algumas adaptações para a adequação de nossa realidade social. 

1. Pense em algo de que muito gosta e que não esteja conseguindo fazer nos últimos tempos. 

2. Nos últimos anos, em qual ramo de sua vida mais investiu? (pessoas, lado material, ou ação social?). 

3. Que tipo de percepção ou intuição algum dia você teve sobre seu futuro que veio a se concretizar? (ADLER ao contrário de FREUD, não acreditava na primazia dos conflitos sexuais da infância como determinantes de futuros comportamentos; ele achava que as primeiras fantasias ou lembranças infantis não eram objetos sexuais, e sim pedaços de um futuro que a criança captou para sua personalidade, podendo ser tirado do meio social de convivência da criança. Esta pergunta tem a finalidade de descobrirmos que destino nos foi imposto ou que escolhemos.). 

4. Qual a freqüência que é tomado pelo desejo de agradar alguém próximo inesperadamente, perdendo em seguida a vontade, por raciocinar que a pessoa talvez não seja merecedora?(Esta questão também se aplica ao valor que damos para algo que criamos, seja do ponto de vista artístico ou social, pois muitas vezes a cobrança pessoal excede os limites, criando assim uma barreira para nos sentirmos mais satisfeitos. A pergunta também tem o objetivo de avaliar o grau de timidez da pessoa.). 

5. Cite todas as características que observou em outras pessoas que inevitavelmente lhe causam inveja? Como lida com a mesma?(A sinceridade é mais do que fundamental nesta questão.). 

6. Em relação a seu lugar no mundo, acredita em quais dos itens: 

a) Possui uma relação harmoniosa com a vida, acreditando que a natureza lhe reservou determinado papel? Qual seria o mesmo? 

b) Sente que está totalmente defasado em relação às coisas fundamentais da vida?(amor e trabalho principalmente). 

c) Possui a sensação de não pertencer aos papéis propostos ou impostos pela sociedade, devido ao complexo de inferioridade ou superioridade pessoal? 

7. Sobre a questão sexual, possui determinado parceiro que lhe satisfaz plenamente? Consegue contar ao mesmo seus desejos mais íntimos? Sente que terá prazer constante com o mesmo, ou o tédio sempre é marca registrada em seus relacionamentos? Sente que sua relação é parecida com a questão material em nossa sociedade, logo se tornando descartável? 

8. Em seu convívio diário, qual a proporção de pessoas que realmente torcem por sua felicidade versus as que veladamente anseiam por sua derrocada? Quais os parâmetros que utiliza para aferir tão importante questão? 

9. Gostaria mesmo de viver num outro tipo de sociedade, ou suas críticas e apego político apenas são uma compensação de sua frustração pessoal por não ter obtido mais poder? 

10. O que o dinheiro lhe causa: 

a) Sensação de liberdade? 

b) Segurança frente à miséria que enxerga diariamente? 

c) Prazer em reter determinada coisa?(Existe outra esfera de sua vida onde ocorre fato similar?). 

d) É primordial para que as pessoas se aproximem de você? 

e) O dinheiro é a única forma em nossa sociedade de se obter aspectos humanos de que necessitamos (atenção e afetividade, por exemplo?). 

f) É um instrumento para se obter coisas que nos dão poder, a beleza, por exemplo? 

g) Mascara uma herança afetiva familiar fracassada? 

11. Como pensou algum dia nas circunstâncias de sua morte?(Esta pergunta sugere também o pensamento íntimo e pessoal sobre o conceito de Deus). 

12. Em qual área de sua vida sente uma profunda tristeza? 

13. Caso esteja no atual momento insatisfeito, até que ano de sua vida ou idade se julgou feliz? 

14. Sua família lhe proporcionou a legítima função de ser uma espécie de seguro contra a solidão, ou sua relação com a mesma apenas potencializou tal problema? 

15. Se sua relação familiar é perturbadora, como sente tal fato? Acha que foi uma vítima das situações pretéritas, ou sente que lhe faltou ânimo na responsabilidade pessoal de interferir nos acontecimentos? Quais foram as maiores barreiras para a alteração de determinado comportamento conflituoso? Qual o grau de culpa que sente em relação a todos os fatos levantados? 

16. Lembrando todo seu histórico afetivo, seja namoro ou casamento, quais os sentimentos que invadem sua alma: 

a) Profunda sensação de saudade ou desejo de reviver? 

b) Culpa ou total arrependimento? 

c) Ódio e desejo de vingança? 

d) Algo que acarretava imenso prazer, mas que sempre se tornava problemático? 

17. Quais medos atormentam sua vida, e como lida com os mesmos? 

18. Quais os temas recorrentes sobre seus sonhos ou pesadelos? 

19. Quando alguém pensa na sua pessoa, qual a imediata sensação que a mesma tem a seu respeito em sua opinião? 

20. Analise o mais profundamente possível, como você digere uma opinião ou crítica alheia. 

21.Qual sua sensação quando uma pessoa precisa realmente de sua ajuda: 

a) Poder e melhora em sua autoestima, por ter a certeza da inferiorização do outro em relação a sua pessoa? 

b) Sensação de conforto, por saber que o outro estará em dívida para com sua pessoa? 

c) Pensa se obterá algum lucro ou vantagem mediante tal ação? 

d) Sentimento de absoluta tranquilidade e neutralidade, pois está realmente liberto do egoísmo ou mesquinharia. 

22. Como acha a melhor forma de um ser humano se colocar: 

a) Sincero.
b) Recatado.
c) Dissimulado.
(Avaliar qual dos três tipos mais interagem com sua pessoa.)


Orientação vocacional 

A busca da verdadeira vocação jamais pode ser efetuada através de uma forma mecanicista, sejam os chamados testes vocacionais, ou a ansiedade que empurra a pessoa para uma área qualquer, evitando-se o conflito por não conseguir encontrar o seu caminho. Proponho abaixo um questionário, que têm o intuito primordial de reflexão pessoal e tomada de consciência sobre os fatores envolvidos nesta questão. Obviamente estaria entrando em contradição se defendesse que o mesmo é a alternativa mais rápida para a escolha profissional.

O objetivo é o desenvolvimento de um auto-conhecimento, que deve ser aplicado sob a supervisão de um psicólogo, pois do contrário os elementos se tornam soltos e sem uma base concreta de análise. O mais importante é a total honestidade das respostas, pois como todos sabem, muitas pessoas são guiadas a responderem a chamada alternativa correta do ponto de vista social, distorcendo a análise real do caráter e potencial da pessoa aferida. A análise das respostas por parte do profissional, revelará quais junções emocionais, afetivas e cognitivas levam a pessoa para determinada área profissional, revelando se está inclinada a seguir uma orientação por parte do peso de seu passado, traumas, aspectos criativos e resolução da problemática familiar, assim como os complexos de superioridade e inferioridade da pessoa. Por fim, o psicólogo irá comparar a análise das respostas com a tabela das profissões, refletindo sobre o impacto emocional das mesmas. ADLER chamou o questionário de TEC ( TEENAGE EMOTIONAL CHECK)- AFERIÇÃO EMOCIONAL DO ADOLESCENTE. As perguntas foram atualizadas e adaptadas a nossa realidade e vicissitudes sociais, bem como foram acrescentadas as noções de informática e desenvolvimento tecnológico.

· Descreva brevemente seus gostos e preferências pessoais nas diferentes áreas que conseguir se lembrar. 

· Faça um breve histórico de sua vida(a forma como relatada é fundamental para o psicólogo perceber a auto-imagem do adolescente). 

· Como sua personalidade reage perante as mais diversas situações: De maneira impulsiva, racional, intelectual, ou o medo é o fator determinante da resposta? 

· Cite cronologicamente quais foram os seus diferentes sonhos acerca de uma profissão futura. 

· No momento atual, aonde deposita com mais ênfase suas energias( sonhos de ambição, riqueza, poder, sexualidade, outros). 

· Tente aprofundar como poderia converter qualquer destes em uma realidade possível. 

· Você pode se lembrar de alguns elogios ou apontamentos de familiares e amigos acerca do que você poderia realmente realizar com prazer e competência? Se lembra em que ocasiões ocorreram tais observações? 

· Há alguma possibilidade de que uma atividade que lhe dê prazer, possa se transformar em profissão, ou então conter uma possibilidade de ganho econômico? 

· Pense profundamente: A futura carreira é algo: 

· assustador, pois teme não ser capaz de uma independência. 

· Algo que lhe causa tédio, só em pensar que terá de abandonar sua vida de segurança e proteção. 

· Uma coisa extremamente excitante e prazerosa, pela possibilidade futura de realização pessoal e social. 

· As matérias escolares que sempre obteve mais êxito, foram em função de um gosto pessoal, ou uma identificação de simpatia e motivação causada pelo orientador ou professor? 

· Como sempre lidou com a idéia de seguir a trilha de seus pais? O que pensa dos mesmos enquanto profissionais? 

· Em relação ao futuro: 

· Total incerteza 

· Acha que pode ter determinado controle sobre o mesmo? 

· Não lhe causa tanta importância, preferindo não pensar sobre o mesmo? 

· Quais as suas lembranças infantis mais antigas? 

· Cite dois dias que lembre que foram os mais felizes e infelizes de sua vida respectivamente, e os motivos destas vivências. 

· Como se dá em você o processo de gostar de alguma coisa: 

. Convite inicial de uma pessoa 

. Sua curiosidade pessoal 

. Através de alguma leitura ou acontecimento que lhe despertou algo 

· O que faz com eficiência em sua opinião? Como chegou a esta conclusão? 

· No geral, qual o tempo que uma atividade ou iniciativa pessoal perduram na sua vida? O que faz com que você sinta tédio ou não de determinada atividade? Quais fatores prolongam o processo?(dinheiro, satisfação, elogios, outros). 

· Caso já possua experiências de trabalho, como foi o término das mesmas?( saída voluntária, demissão). 

· Como lida com a questão da autoridade e normas dentro de uma empresa? Considera sua postura neste terreno: democrática, neutra, rebelde, ou acredita que o ambiente de trabalho não interfere com suas emoções? 

· Conseguiu definir primariamente qual das áreas deseja seguir?(exatas, saúde, humanas, informática ou ciências da computação). 

· Deseja trabalhar em lugares abertos e que exijam locomoção pessoal (vendas p.ex), ou lugares fechados(escritórios e empresas). 

· Em seu caso, a definição da carreira dependerá de uma intuição pessoal, ou um processo de busca no mercado de trabalho e universidades , averiguando como funcionam as profissões e sua aplicabilidade? 

· Em sua opinião como é possível a junção do sucesso econômico com a satisfação pessoal? tente responder detalhadamente. 

· O que mais aprecia com toda a sinceridade no mercado de trabalho?( salário alto, poder, satisfação ou relacionamentos). Citar a principal. 

· Cite dez profissões e suas diferentes áreas de atuação. 

· Qual sua maior carência no momento? 

· Cite alguns momentos de sua vida onde exerceu o papel de liderança e subordinado respectivamente, e quais emoções sentiu perante os mesmos. 

· Pensando em determinada área ou profissão, quais as doenças ou distúrbios que a mesma pode gerar no decorrer dos anos? Qual a provável influência da mesma em outras relações? 

· Em seu dia a dia, o que frequentemente o aborrece? Qual a somatória de tempo que gasta com pensamentos sobre a mágoa em relação a outras pessoas? 

· Acha que sua escolha profissional será para o resto de sua vida, ou algo apenas temporário?

· Se refletir sobre os seus sonhos ou projetos pessoais, quantos conseguiu efetuar pelo menos parcialmente?


0 comentários: